Sinjor PA planeja mudança de sede

Com a finalidade de dar maior conforto aos colaboradores do Sindicato dos jornalistas no estado do Pará – Sinjor/PA e, é claro, melhor atender os associados, a diretoria do Sinjor planeja mudar de endereço da sede. Durante esse primeiro mês de gestão, por conta da decisão da diretoria executiva – que aprovou, por unanimidade, a mudança do local de funcionamento da entidade – possíveis locais para abrigar a nova sede foram visitados. Além de conforto, segurança e redução dos custos com aluguel (e tudo o que envolve a manutenção do local), a proximidade da sede do Sinjor com os veículos de comunicação foi um dos principais pontos observados durante as visitas.
Hoje, pagamos pela manutenção da sede, incluindo aluguel, água, luz, segurança e IPTU aproximadamente 3 mil reais. Com a mudança pretendemos baixar esse custo em pelo menos 1500 reais.
Até agora, o local que melhor atende as nossas necessidades é uma sala comercial no edifício Vitta Office, na avenida 25 de setembro, esquina com a Trav. Humaitá. Lá, o espaço é menor do que o atual, mas comporta muito bem os colaboradores do sindicato. Já as assembleias da entidade seriam realizadas no auditório do edifício, que tem capacidade com para 96 lugares.
Com a mudança para um espaço menor, haverá a necessidade de vendermos alguns bens do Sinjor. São eles: seis balcões em madeira, 30 cadeiras e uma Split. Para oficializar a autorização dessa venda, o sindicato fará uma assembleia ordinária especificamente para tratar desse assunto. O edital de convocação, à diretoria e para o Conselho fiscal do Sinjor, deverá ser publicado na semana que vem.
Vale ressaltar que a antiga luta do Sinjor para adquirir uma sede própria continuará a todo vapor. “Aliás, vamos intensificar esse luta e já começamos a conversar com colegas jornalistas e políticos do estado para possamos realizar esse sonho e o Sindicato possa se livrar de vez do aluguel”
Outras ações
Atualmente o Sinjor possui pouco mais em mil associados. Destes, aproximadamente 250 estão em dia com suas mensalidades. Isso corresponde a um índice de inadimplência de mais de 70%.
Por isso, juntamente com as medidas de redução de custos, a diretoria do Sinjor também realizará uma campanha de atualização cadastral dos colegas, que em breve passará a ser feita pela empresa Tijus. A empresa está criando um programa onde ficarão armazenados todos os dados pessoais e profissionais dos jornalistas. Esta empresa também será responsável pela cobrança das mensalidades sindicais.
Uma campanha de sindicalização será lançada no início do ano que vem. “Uma letra sozinha não faz um texto. Vamos escrever juntos a nossa história de luta. Sindicalize-se!”. O objetivo é convidar os jornalistas a renovarem seu cadastro no Sinjor e ainda ampliar o número de associados, estimulando novos profissionais a se filiarem.

 

Diretoria do Sinjor PA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *